13 setembro 2011

O Senhor Esta Preso, Em Nome Do Crime!

Nao!, caros leitores. Jamais vi coisa parecida neste mundo perverso. O fato que passo a contar-lhes nas proximas linhas exige-nos  que paremos tudo: deixem queimar o bolo, sapecar o churrasco e estourar no freezer a cerveja. Haja vista que churrasco, cerveja e bolo nos alimentam, a uns, e nos empanturram, a outros - desde que o mundo eh mundo. Mas o Acontecimento, que se deu de fato e de direito, tive eu que esperar 50 anos para ve-lo na Terra.

 Destarte, nao falarei do sonegador que fugiu cantando pneus e levou o pobre fiscal na caçamba. Passarei batido na  dupla de fiscais que, atendendo ao convite de por aqui, por favor, seguiu um  sadico labirinto adentro, ate serem trancados numa camera frigorifica, a zero grau. Tudo isso fica pra depois do Acontecimento. E finalmente, socorro-me de Camoes, para atestar a grandeza epica do fato: Cesse tudo o que a antiga musa canta, que outro valor mais alto se alevanta!

Sucedeu o delegado de policia foi ter com o bandido. E o bandido foi quem prendeu o delegado! Esse eh o Acontecimento! Mas como, mas como...

- Nao da pra aliviar aquele inquerito contra mim...So tira o trafico de droga, que meu advogado se vira.


- Huumm. Depende - disse o delegado, ja balançando as algemas. 


- Depende de quanto, mermao...


- Quanto voce ta pagando...


- Cinco mil. 

_ Ok. Mas so alivio no trafico de drogas. O mais fica como ta: latrocinio, corrupçao ativa, formaçao de quadrilha, estelionato - essas coisas de gente boa!

- Fechado, mano. Pode contar o maço ai, nenhuma ta cor-de-rosa.

Enquanto o delegado distraia-se contando o faz-me-rir, o criminoso acenou ao comparsa, de sobreaviso. Depois, empostou a voz a moda Henrique Meirelles, e disse em tom solene:

O senhor esta preso em flagrante delito, por aceitar suborno de minha pessoa! Vamos por algemas agora mesmo.

- Ta louco, homem! Quem eh autoridade aqui sou eu.

Nao. Agora voce virou bandido que nem eu. E um bandido pode prender o outro em flagrante. Qualquer um do povo pode. Ta dominado, doutor. Dominado e gravado. Tem ate testemunha. Voce tem o direito a  um advogado e a permanecer calado.

E la se foram pelas ruas de Campo Grande, na sola do sapato, dois bandidos conduzindo o delegado algemado, em busca de uma DP mais proxima, onde se lavraria o auto de prisao em flagrante. O delegado corrupto, parecendo nao acreditar nos proprios olhos, virou chave de cadeia. Passou entao a fazer algum sentido uma antiga cançao do Chico Buarque, cuja letra, la pelas tantas, recomendava: Chame o ladrao, chame o ladrao!


O tempora, o mores!

2 comentários:

Helder Gondim disse...

Aqui no hemisfério norte, também é tempo de amoras.

Betelnet disse...

Caro Moacir, esse é o retrato do brasileiro, malandro e oportunista. Veja o tipo de políticos que aqui impera. Este episódio acaba sendo engraçado.